ESQUEÇA O HAVAÍ! O SURFE NASCEU NO PERU

Sem título

Não são apenas Machu Picchu e Cusco que atraem os turistas em busca de aventura ao Peru. Tendo que concorrer com o Havaí como principal destino para o surfe na América, o país andino oferece boas ondas, preços mais baixos do que as famosas praias do estado norte-americano e pode até ter sido o berço do esporte, ao contrário do que muita gente pensa.

Em seu livro “Mar y Olas – Rito y Deporte: Del Tup o Caballito de Totora a la moderna Tabla o Surf: su origen en la Costa Norte del Antiguo Perú”, o professor peruano da Unesp de Araraquara Enrique Amayo Zevallos prova que o surfe nasceu na nação inca.

Segundo ele, o caballito, como é chamada a milenar prancha peruana, surgiu para ajudar a pesca, mas, com o passar dos anos, acabou sendo usada para o lazer.

            Após realizar diversas pesquisas no Peru, no Havaí e até mesmo na Califórnia, outro grande polo do esporte no mundo, Zevallos concluiu que o objeto foi criado há cerca de 5 mil anos, muito antes dos europeus terem desenvolvido grandes ferramentas de navegação e descoberto o arquipélago norte-americano.

Sem título1            Se no século 4 d.C. os caballitos já não eram mais usados para a pesca, mas sim para a diversão, no século 8 surgiram as primeiras pranchas de cerâmica, também empregadas no lazer.

E se as dúvidas sobre a origem desse esporte ainda persistem, a certeza de que o Peru é um ótimo destino para boas ondas se espalha pelo continente. Segundo o professor de surfe Luciano Sant’anna, de 42 anos, é no Peru que estão “as ondas mais longas do mundo”. “As ondas no Peru são mais compridas, você pode ficar dois, três minutos nela”, disse, em entrevista à ANSA Brasil.

O fenômeno ocorre em todo o litoral peruano, porém é na cidade de Chicama onde as ondas são melhores, mais longas e contínuas, pois elas costumam quebrar depois que as maiores passam pela região de Punta Hermosa, no sul, atingindo a costa com uma altura de dois metros.

“Elas são incríveis. Foi muito gratificante surfar em uma onda daquelas, com uma paisagem tão linda”, disse o surfista amador André Magalhães, de 43 anos, explicando que o Peru é o destino ideal para os que têm o surfe como hobby, pois a velocidade e o tamanho das ondas permitem que elas sejam aproveitadas com mais tranquilidade.

Leia mais:

Veja também

EMBARCANDO NA REAL

Precisamos decidir, para o bem de todos, que a pesca não tem nada a ver ...

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

PESCADORES E MARINHEIROS

Pescadores portugueses estão à beira de um ataque de nervos. Comandante do porta-aviões USS Theodore ...

A PESTE E AS RUÍNAS

A peste é o nosso calcanhar de Aquiles. A tragédia está batendo em nossa porta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *