Home » Destaques » OCEANOGRAFIA E ASTRONÁUTICA

OCEANOGRAFIA E ASTRONÁUTICA

Jovens oceanógrafos faturam R$ 700 mil com alga que é comida de astronauta

Desde a época em que cursavam a faculdade de oceanografia, os amigos Murilo Canova, 27, Juliana Pellizzaro, 26, Lucas Marber, 25, e Ariel Rinnert, 27, queriam montar um negócio juntos. Em fevereiro de 2016, abriram a Ocean Drop, em Balneário Camboriú (SC), e começaram a produzir cápsulas de nutrientes e proteínas feitas com algas.

No ano passado, eles faturaram R$ 700 mil e esperam chegar a R$ 3 milhões até o fim de 2017. A empresa comercializa dois produtos: Spirulina e Chlorella.

Segundo Canova, a Spirulina tem 50 tipos de nutriente diferentes em sua composição, além de proteínas, antioxidantes e ferro. A Chlorella tem 40 nutrientes, dentre eles, ômega 3, ômega 6, ômega 9 e clorofila. O empresário diz que ambos auxiliam a ter uma alimentação equilibrada.

“As duas cápsulas são usadas como comida de astronautas, quando eles estão no espaço. Claro que elas não são a única fonte de nutrientes e proteína deles, mas compõem o cardápio.” De acordo com o empresário, no dia a dia, as cápsulas servem como complemento alimentar.

Cada pote tem 240 cápsulas e custa R$ 99. Se comprar o combo -com os dois produtos- o preço é R$ 188. São vendidas em média 2.500 unidades por mês. O combo é responsável por 50% das vendas.

Em junho, a empresa pretende lançar mais dois produtos: cálcio de algas (para o público que precisa aumentar o consumo de cálcio) e agar-agar (alga rica em fibra e que estimula produção de colágeno e facilita a saciedade, permitindo comer menos, segundo Canova).

Estudo sobre algas motivou negócio – Canova afirma que os quatro amigos começaram a pesquisar sobre o mercado de alimentação saudável, ainda na faculdade. “O Lucas [Marber] iniciou uma série de pesquisas sobre algas, ganhou prêmios científicos, e, juntos, nós vimos que era possível produzir proteínas e nutrientes com elas.”

Para abrir o negócio, o grupo investiu R$ 350 mil. Eles iniciaram as atividades trabalhando sozinhos e hoje contam com seis funcionários. A produção das cápsulas é terceirizada. A empresa tem como público-alvo vegetarianos, veganos, esportistas, atletas de enduro ou pessoas que estão buscando uma nutrição mais elevada.

Produtos saudáveis estão em alta – Para Luis Stockler, consultor especializado em varejo da BaStockler, o mercado de comida e de produtos saudáveis vem crescendo. Ele diz que é uma tendência e que as pessoas estão acreditando que a alimentação balanceada, complementada com produtos saudáveis, contribuirá para a sua longevidade.

“A saúde passou a ser prioridade na vida de muita gente. As famosas ‘bombas’, que dão uma aparência mais musculosa e são prejudiciais ao organismo, deram lugar aos produtos que valorizam a saúde.”

O especialista afirma, no entanto, que quem deseja abrir um negócio na área precisa investir constantemente no lançamento de produtos. “O número de novos produtos que são colocados todos os anos no mercado é assustador. O empresário precisa acompanhar essa tendência.”

 

VEJA AINDA:

Comida de astronauta

Estação espacial parece submarino

A Terra vista da Estação Espacial

 

Além disso, Verifique

SARDINHA E INSULTO

Setor da sardinha diz que parecer científico é um “insulto” aos sacrifícios dos pescadores. Isso ...

OSTRAS E MEXILHÕES

Toxina interdita cultivo de ostras e mexilhões em todo o litoral de Santa Catarina. Exames ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*