Home » Destaques » AS ALEGRIAS E AS TRISTEZAS DA SAFRA DA TAINHA 2017

AS ALEGRIAS E AS TRISTEZAS DA SAFRA DA TAINHA 2017

A safra da tainha está chegando ao fim com um balanço de alegrias e tristezas. Assim na vida como no mar, uns riem enquanto outros choram.

 

‘Ainda na semana passada, as redes de arrasto da Praia Brava, no norte da Ilha, começaram a ser recolhidas. Os cardumes de tainha ou passavam reto, ou se escondiam nas pedras do costão e de lá não saíam. Mas as temperaturas baixas desta semana agitaram e incomodaram as prateadas, e elas ameaçaram dar as caras novamente. As redes voltaram para o mar.

— Apesar de a temporada terminar em 31 de julho, é praxe: período bom é até o dia de São Pedro, em 29 de junho. Mas continuamos vindo. Às 5h45min já estamos no rancho. Na quinta, foram mais 60 tainhas. Todo mundo levou peixinho para casa, querendo ou não. E vamos continuar até o final, apesar de que a expectativa agora é de menos peixe, com o tempo ficando mais quente — contou o pescador Nildo Vilmar dos Santos, de 50 anos e há praticamente 40 na pesca. A bela reportagem está publicada no Diário Catarinense.

Enquanto isso, operação realizada pelo Ibama em conjunto com a Polícia Federal (PF) resultou na apreensão de 51,2 toneladas de tainha e cinco embarcações que pescavam em área proibida no Rio Grande do Sul. Os responsáveis pela atividade ilegal receberam cinco autos de infração que totalizam R$ 1.048.500,00. A notícia foi publicada no dia 13 de julho no site do IBAMA.

E informa ainda que os barcos foram monitorados do litoral gaúcho ao catarinense, onde ocorreu a abordagem. Em Santa Catarina, a pesca de cerco é proibida a partir da costa até cinco milhas náuticas mar adentro. No Rio Grande do Sul, a proibição alcança dez milhas náuticas. O objetivo é proteger o corredor de migração da tainha entre 1.º de junho e 31 de julho, período em que a espécie está em reprodução, disse o chefe da Unidade Técnica do IBAMA em Itajaí (SC), Sandro Klippel, referindo-se à Portaria Interministerial n° 23 de 2017, das pastas do Meio Ambiente; Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Outra notícia de 04 de julho, também publicada no site do IBAMA, informa operação de fiscalização da atividade pesqueira realizada pelo IBAMA em conjunto com a Polícia Federal resultou até o momento na apreensão de 22 toneladas de peixe em Rio Grande (RS) e em multas que totalizam R$ 400 mil.

A safra da tainha 2017 está chegando ao fim e, assim na vida como no mar, uns riem enquanto outros choram.

 

Frio traz último suspiro para a safra da tainha na Grande Florianópolis

 

Ibama apreende 51 toneladas de tainha e cinco embarcações em SC por pesca irregular

 

Ibama e PF apreendem 22 toneladas de pescado em Rio Grande (RS)

 

 

 

Além disso, Verifique

HISTÓRIA DE UM NAUFRÁGIO

Pescador narra como viu o naufrágio da embarcação de irmão em alto-mar. “Quem nasce na ...

BARCO COVARDIA

Navio contra imigrantes é fretado pela extrema-direita e cria polêmica na Europa. Embarcação é mantida ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*