DESASTRES NAS ÁGUAS

A região amazônica convive com problema histórico de naufrágios. Levantamento da Folha encontrou 18 casos que tiveram número significativo de mortos e desaparecidos desde 1981. Ao todo, pelo menos 1.078 pessoas morreram nessas circunstâncias. Foi em 1981 que aconteceu um dos maiores acidentes do tipo na área. Em janeiro, o barco “Novo Amapá” se chocou contra um banco de areia no rio Cajari, no Amapá. Com capacidade para 150 passageiros, a embarcação levava 696, e 430 morreram.

O naufrágio de uma lancha em Salvador parece ter uma tragédia anunciada.

 

 

 

Veja mais:

No Xingu

No Xingu 2

Na Bahia

Na Bahia 2

 

Veja também

EMBARCANDO NA REAL

Precisamos decidir, para o bem de todos, que a pesca não tem nada a ver ...

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

SELO ARTE, CARCINICULTURA E CARDUME ASSOCIADO

Aberta consulta pública sobre boas práticas para concessão do Selo Arte a alimentos derivados do ...

O MACHADO DE KAFKA

“Penso que devemos ler apenas os livros que nos ferem, que nos apunhalam. Se o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *