SANTO SURFISTA

Vaticano dá aval para processo de beatificação de ‘santo surfista’ do Rio.  Seminarista Guido Schaffer faleceu em 2009 enquanto surfava. Processo recebeu ‘nada consta’ da Santa Sé, solicitado em maio.

O processo de beatificação do seminarista Guido Schaffer recebeu o “Nihil Obstat” (nada consta) do Vaticano e a Arquidiocese do Rio instalará um tribunal para dar início ao processo, solicitado em maio. As informações são do site oficial da Arquidiocese do Rio.

Junto ao pedido, foram enviadas histórias de vida de Guido para comprovar que ele vivia de acordo com os ensinamentos da Igreja. ele morreu em 2009 enquanto surfava, apó sofrer uma convulsão.

O pedido de beatificação de Guido, que morreu às vésperas de se tornar padre, foi apresentado oficialmente cinco anos após sua morte, tempo necessário para iniciar o procedimento. Como a avaliação do pedido leva de seis a oito meses, Dom Roberto, delegado episcopal para a Causa dos Santos da Arquidiocese do Rio, explicou que a primeira fase do processo pode ter início até janeiro de 2015. Ele não escondeu, no entanto, sua expectativa de o Brasil ter tão cedo a chance de ganhar mais um santo em sua História. Primeiro santo nascido no Brasil, Frei Galvão foi canonizado pelo papa Bento XVI, em São Paulo, em 11 de maio de 2007.


Devido à forma como acolhia o próximo, Guido é chamado de ‘São Francisco de Assis Carioca’ por Dom Roberto. “Sempre que eu falo de Guido, o comparo a São  rancisco de Assis. Além de curar o corpo, ele curava a alma através do evangelho”, disse ele.

Leia e saiba mais:

G1

Homenagem a surfista que pode virar santo tem bênção de pranchas e roda de orações no mar
OGlobo

Vídeo: Conheça a história de Guido Schäffer, o surfista brasileiro que virou santo
GloboPlay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *