O MENINO DE SOFIA

Sofia 2018: volume da pesca cai com El Niño. Tem que ficar de olho no clima.

Pesca do Atum (bonito) 2017 na embarcação “ATLÂNTICO NORDESTE” / Crédito: Youtube

 

Em 2015, o El Niño provocou inundações nos EUA / Foto: Reuters/JASON REDMOND PUB

 

Supercomputador Tupã, instalado em prédio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no interior de São Paulo. (Foto: Divulgação)

As conclusões do Sofia 2018 sobre a pesca mostram uma leve redução nas capturas, que atingiram 90 milhões de toneladas em 2016. As pescas marinha e continental responderam por 87,2% e 12,8% do total global, respectivamente.

Do mar foram capturadas 79,3 milhões de toneladas em 2016, representando uma queda de quase 2 milhões de toneladas das 81,2 milhões de toneladas em 2015. A pesca da anchoveta no Peru e Chile foi diretamente impactada pelo fenômeno El Niño e respondeu por 1,1 milhão desta queda, combinada à queda em cefalópodes entre 2015 e 2016.

A China segue de longe o maior produtor de peixe de captura e ficou estável em 2016, mas a inclusão de uma política de redução progressiva de capturas no Plano Quinquenal do Partido Comunista para 2016-2020 pode gerar quedas mais significativas nos próximos anos.

Como em 2014, a polaca do Alasca ultrapassou novamente a anchoveta como a espécie mais capturada em 2016, com os maiores volumes desde 1998. Entretanto, dados preliminares de 2017 mostram uma recuperação significativa das capturas de anchoveta.

O atum bonito-listrado ficou em terceiro lugar para sétimo ano consecutivo e, se combinadas todas as espécies do grupo atum, ficaram equilibradas em 7,5 milhões de toneladas depois de um máximo histórico em 2014.

O menino – Cheias e tempestades em alguns pontos do globo, tempo extraordinariamente seco noutros cantos do planeta. O fenómeno climático El  Niño deverá estar de volta até ao final do ano. O aviso é feito pela Organização Meteorológica Mundial, que aponta uma probabilidade de 70% de que o fenómeno regresse a partir de Outubro, ainda que com menos intensidade do El Niño de 2015/2016.

O El Niño é um fenómeno caracterizado pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico, com correntes quentes que atingem a costa sul-americana (sobretudo no Equador, Peru e Norte do Chile), gerando um efeito em cadeia que influencia o estado do tempo em vários pontos do mundo.

 

Sofia 2018:

http://seafoodbrasil.com.br/sofia-2018-volume-da-pesca-cai-com-el-nino/

 Sofia em ação

http://www.fao.org/state-of-fisheries-aquaculture

 El Niño deverá regressar até ao final do ano

https://www.publico.pt/2018/09/10/ciencia/noticia/metereolgistas-acreditam-que-el-nino-pode-regressar-este-inverno-1843651

 Fim da La Niña: 7 razões para não se desesperar

http://www.letrasambientais.com.br/posts/fim-da-la-nina:-7-razoes-para-nao-se-desesperar

Supercomputador instalado no Brasil é o 29º mais poderoso do mundo

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/11/supercomputador-instalado-no-brasil-e-o-29-mais-poderoso-do-mundo.html

 

Veja também

RELATÓRIO TAINHÔMETRO

Em sua estreia o mecanismo de cotas, que terá ajustes para a próxima temporada, ajudou ...

BATALHA NAVAL

Pescadores franceses e ingleses em guerra por causa de vieiras.         A ...