MURALHA MARÍTIMA

China inaugura maior ponte marítima do mundo. É a versão marinha da Grande Muralha.

Obra de 55 km que inclui túnel subaquático e interliga Hong Kong, Macau e China continental é inaugurada com dois anos de atraso e custo acima do previsto. Opositores acusam integração forçada de regiões autônomas /DW

 

Uma das ilhas artificiais construídas para acesso ao túnel subaquático de 6,7 quilômetros de extensão / DW

 

Este macroprojeto marca o início de uma nova meta para a tentativa de Pequim de promover a integração econômica entre Hong Kong e as cidades asiáticas do sul, uma zona conhecida como a grande baía do delta do rio Pérola, que o Governo quer converter em um centro econômico e tecnológico que compita com o Vale do Silício. Na imagem, a vista da ponte iluminou seu passo por Hong Kong / Kin Cheung AP / El País

 

A maior ponte marítima do mundo, que liga as cidades de Hong Kong e Macau a Zhuhai, na China continental, foi inaugurada com dois anos de atraso e envolta em polêmicas relacionadas aos altos custos e fins políticos do projeto.

Em construção desde 2009 e planejada para ser inaugurada em 2016, a ponte será aberta ao público nesta quarta-feira, no dia seguinte a uma cerimônia com a presença do presidente Xi Xinping e outras autoridades.

As três pontes da estrutura são capazes de suportar ventos de até 340 quilômetros por hora. Um túnel de 6,7 quilômetros de extensão, conectado às pontes por duas ilhas artificiais, foi construído para que não houvesse interferência nas rotas do comércio marítimo.

Apesar de ser um feito inédito de engenharia que levou quase uma década para ser concluído, a ponte é vista com indiferença por muitos em Hong Kong, não apenas em razão dos atrasos e do superfaturamento da obra, mas por ser um símbolo de integração à China continental numa cidade onde muitos preferem a autonomia.

Após 150 anos como colônia britânica, Hong Kong se vê como politica e culturalmente distante da China continental. Com o retorno da soberania chinesa sobre a região, muitos avaliam que, na última década, houve uma redução das liberdades legais e políticas.

Opositores afirmam que a ponte é um entre vários megaprojetos iniciados pelo governo de Hong Kong para reaproximar a região autônoma e a China, que incluiriam trens de alta velocidade entre Ghangzhou e Shenzhen, na parte continental, e um museu-satélite do Museu do Palácio de Pequim, onde estão expostos artefatos da China imperial.

Os custos da construção, que chegaram a 6,4 bilhões de euros, também são alvos de críticas. Hong Kong terá de arcar com o equivalente a cerca de 1 bilhão de euros pela ponte principal, além de outros bilhões referentes aos custos das estradas de ligação e instalações de fronteira.

Essa ponte é a Muralha da China em versão marítima.

A maior ponte do mundo

 https://m.dw.com/pt-br/china-inaugura-maior-ponte-mar%C3%ADtima-do-mundo/a-45989125

Cina, inaugurato il ponte più lungo del mondo

https://video.repubblica.it/mondo/cina-inaugurato-il-ponte-piu-lungo-del-mondo-55-chilometri-per-arrivare-a-hong-kong/317612/318242?videorepmobile=1

China inaugura a ponte sobre o mar mais longa do mundo

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/22/album/1540232398_173246.html#foto_gal_1

A Muralha da China: o objetivo inicial da construção era a proteção militar

https://www.todoestudo.com.br/historia/muralha-da-china

 

 

Veja também

O BARQUINHO

    No início deste ano, atendendo a um pedido de dois garotos escoceses, os ...

ONDE ESTÁ O PEIXE?

 Quantos animais você consegue ver nessa imagem. Só os mais inteligentes alcançam ver mais de ...