O BARQUINHO

Foto: BBC

 

Foto: BBC

 

Foto: BBC

No início deste ano, atendendo a um pedido de dois garotos escoceses, os irmãos Harry e Ollie Ferguson, de seis e oito anos respectivamente, um navio depositou no mar do litoral africano um barquinho de brinquedo, do tamanho de uma caixa de sapatos.

O objetivo, tanto dos meninos quanto do próprio capitão do navio, que também embarcou na brincadeira, era descobrir se o tal barquinho, um pequeno navio pirata montado com pecinhas plásticas de Playmobil, mas com um aparelho de GPS dentro dele (além de um bilhete, escrito pelos próprios garotos, pedindo a quem o encontrasse que fizesse contato e o devolvesse ao mar, para “seguir viagem”), conseguiria atravessar, sozinho, o oceano Atlântico, movido apenas pelas correntes marítimas – um misto de brincadeira com experiência científica.

Para surpresa geral de todos, pouco mais de três meses depois, o barquinho dos dois garotos (que, graças ao GPS, era monitorado o tempo todo por eles, através de um site criado pelos seus pais, que também tiveram a ideia da brincadeira) foi dar, intacto, na costa da Guiana, do outro lado do oceano, a quase 4 000 quilômetros de distância.

 

O barquinho

https://historiasdomar.blogosfera.uol.com.br/2018/10/20/a-viagem-do-barquinho-dos-garotos-que-atravessou-o-oceano-vai-virar-livro/

Scottish brothers take on 500 adventures

O Barquinho – Nara Leao

 

Veja também

EXTINÇÃO MILIONÁRIA

Um milhão de espécies de plantas e animais estão ameaçadas de extinção, aponta ONU. Estudo ...

T. S. ELIOT E AS MUITAS VOZES DO MAR

Em “Desolation Row”, Bob Dylan enfileira personagens altamente desolados, deslocados: o circo está na cidade, ...