EXPORTAR? QUEM SE IMPORTA?

Suspensão das exportações de pescado à União Europeia completa um ano com prejuízos. Brasileiros pagaram mais caro no kg do pescado importado em 2018.

Embargo deixou muitos barcos de pesca parados em Itajaí. Estado deixou de exportar movimentar mais de US$ 11 milhões em pescado para países europeus – Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

 

Brasileiros pagaram mais caro no kg do pescado importado em 2018 / Foto: Seafood Brasil

A suspensão do envio de pescado brasileiro para a União Europeia completa um ano, com prejuízo milionário para o setor no Estado. A estimativa da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) é que, com a proibição, SC tenha deixado de movimentar mais de US$ 11 milhões.

O valor corresponde ao que se deixou de exportar de ovas de tainha, peixe-sapo e atum aos países europeus. O número leva em conta apenas o prejuízo estimado do primeiro semestre. A entidade ainda não fechou as contas de julho a dezembro de 2018, por isso é possível que o déficit tenha sido ainda maior.

O fim do embargo da União Europeia é uma das prioridades do novo Secretário Nacional de Aquicultura e Pesca Jorge Seif Júnior. Armador de pesca de Itajaí, ele conhece o problema de perto e tem sido procurado pelos empresários catarinenses que pedem solução. Seif tem afirmado que o caso será tratado em conjunto com outras secretarias ligadas ao Ministério da Agricultura, ao qual a pasta está atrelada.

Importações – Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviço (MDIC) indicam que os brasileiros pagaram mais pelo quilo do pescado importado em 2018. Na média, o quilo custou US$ 3,75, ou seja, US$ 0,36 mais caro do que no ano anterior. Com o preço em alta, a receita total da importação anual caiu. O US$ 1,26 milhão gasto representa uma queda de 3,97% em comparação ao US$ 1,31 milhão de 2017.

Um ano de suspensão das exportações

https://www.nsctotal.com.br/colunistas/dagmara-spautz/suspensao-das-exportacoes-de-pescado-a-uniao-europeia-completa-um-ano-com

Pagando caro pelo que importa

http://seafoodbrasil.com.br/brasil-pagou-mais-caro-por-kg-de-pescado-importado-em-2018-exportacao-para-ue-faz-um-ano-de-suspensao/

Veja também

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

CHOCANTES PAPOS ELETRIZANTES

O impactante vídeo do eletrochoque contra a invasão de carpas asiáticas nos EUA.  Proibida no ...

TAMBAQUI CONQUISTA BRASÍLIA

Em Brasília, Festival Tambaqui dá visibilidade ao peixe amazônico. Seis toneladas de tambaqui (o equivalente ...