TRAÍDA POR UM PEIXE

A imperatriz dos veganos Yovana Mendoza, conhecida como Rawvana, foi pega em flagrante comendo peixe em Bali. Peixe é uma paixão irresistível.

“Rawvana comendo peixe… Não a deixo de seguir por isso, mas sim por ser falsa”, diz uma das milhões de seguidoras da imperatriz dos veganos / Crédito: MSN.com
Yovana Mendoza Ayres, mais conhecida como Rawvana (Imagem: Instagram)
Yovana Mendoza tentando explicar sua traição no Youtube / Foto: Youtube/The Guardian

Quase dois milhões de assinantes no YouTube, 1,3 milhão de seguidores no Instagram, imagens de verduras, legumes, ervas e frutas; livros, conselhos de beleza, tratamentos de desintoxicação… Yovana Mendoza Ayres, mais conhecido como Rawvana, criou a partir de 2013 um império baseado no estilo de vida vegano. E, dentro deste, aderiu à corrente mais radical: a que consome comida crua. Sua legião de seguidores lhe garantia um faturamento tão elevado quanto o pedestal de onde ela observava o mundo. Sua imagem, esbelta e feliz, era parte de um espetáculo que não parecia ter freio, de uma farsa que manteve durante muito tempo. Seu blog está repleto de receitas crudiveganas e de produtos com os quais promete a perda de quase cinco quilos em 21 dias. Qualquer proteína animal estava absolutamente vetada, ao menos da porta de casa para fora.

Mas esta californiana de origem mexicana subiu tão rápido que acabou caindo. A imperatriz crudivegana compartilhava até poucos dias atrás imagens junto a apetecíveis alimentos naturais, mas sua credibilidade desmoronou em segundos, os mesmos que dura um vídeo gravado pela colombiana Paula Galindo, especialista em assuntos de beleza e que soma 7,5 milhões de seguidores no Instagram. Elas compartilhavam uma viagem à ilha indonésia de Bali, e Galindo, numa gravação aparentemente inocente, registrou o instante em que Rawvana estava a ponto de degustar um prato no qual descansava um filé de peixe. Um sacrilégio para os princípios que tinha defendido nos últimos seis anos.

O que veio depois foi uma enxurrada de críticas de todos os pontos do planeta e através de todas as redes sociais. De pessoas magoadas, decepcionadas pela fraude de Mendoza e por sua traição ao estilo de vida vegano, que vai além da nutrição: exige uma ética e um comportamento moralmente limpo. No YouTube começaram a aflorar vídeos de apoio, mas muitos mais com críticas ferozes. “Foi um golpe muito forte”, dizia o youtuber Macakiux. “@rawvana deveria ter vergonha pelo mal que causou a esta comunidade”, recriminava a Sociedade Vegana do México no Instagram.

 A imperatriz pode dar a volta por cima. Peixe cru é uma tradição milenar e saudável.

 A traição da imperatriz dos veganos

https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/26/actualidad/1553593297_260549.html

The furore over the fish-eating vegan influencer is a warning to us all

https://www.theguardian.com/commentisfree/2019/mar/26/the-furore-over-the-fish-eating-vegan-influencer-is-a-warning-to-us-all

Comer peixe cru é saudável

https://content.paodeacucar.com/saudabilidade/comer-peixe-cru-e-saudavel

Veja também

QUALIDADE DE PESCADO

Fiperj participa de palestra sobre a qualidade do pescado. O evento, gratuito, apresentou o conceito ...

100% PEIXE

Comerciantes estimam aumento de 100% na venda de peixes na Semana Santa. Leia texto de ...