AQUECIMENTO GLOBAL

Estudo mostra que aquecimento das águas reduz população de peixes. Cientistas advertem que aquecimento global terá efeitos negativos no abastecimento de alimentos nas próximas décadas. Os peixes constituem 17% da ingestão de proteína animal da população global, e 70% em alguns países costeiros e ilhas, segundo um grupo de estudos da ONU.

O aquecimento global tem como principal característica o aumento da temperatura média do planeta. Não existe dúvida de que a mudança climática é uma realidade / Crédito: BBC
As reservas de peixe poderão baixar para menos de metade no Atlântico e no Pacífico se o aquecimento global não for travado / Foto: © iStock
Pesquisadores acreditam que espécies como o haddock já tiveram seu tamanho reduzido por causa do aquecimento do Mar do Norte, entre o Reino Unido e a Escandinávia / Crédito: Gazeta do Povo

As populações de peixes estão declinando à medida que as águas dos oceanos aquecem, ameaçando fontes fundamentais de alimentos e a renda de milhões de pessoas, segundo novas pesquisas.

Um estudo concluiu que a quantidade de peixes que os humanos poderiam pescar de maneira sustentável encolheu 4,1% de 1930 a 2010, em consequência da mudança climática. “Quatro por cento parece um declínio pequeno, mas representam 1,4 milhão de toneladas métricas de peixes nesse intervalo de tempo”, afirmou Chris Free, um pesquisador da Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, e principal autor do estudo, divulgado na revista “Science”.

Os cientistas advertiram que o aquecimento global terá efeitos negativos no abastecimento de alimentos nas próximas décadas. Mas as novas descobertas – que separam os efeitos do aquecimento das águas dos outros fatores, como a pesca predatória – sugerem que a mudança climática já está tendo consequências graves neste campo.

Os peixes constituem 17% da ingestão de proteína animal da população global, e 70% em alguns países costeiros e ilhas, segundo um grupo de estudos da ONU.

No nordeste do Oceano Atlântico e no Mar do Japão, as populações de peixes reduziram nada menos que 35%. “E esta região abriga algumas das maiores populações humanas em termos de crescimento e populações extremamente dependentes do alimento produzido pelo mar,” afirmou o dr. Free.

A vida marinha é submetida a alguns dos efeitos mais dramáticos da mudança climática. Os oceanos absorveram 93% do calor retido pelos gases do efeito estufa bombeados pelos seres humanos na atmosfera. Entre as condições de mudança, observa-se que os peixes estão se deslocando dos lugares onde vivem. E as elevadas temperaturas dos oceanos podem matar os peixes e o seu alimento.

Aquecimento global reduz população de peixes

https://internacional.estadao.com.br/noticias/nytiw,estudo-mostra-que-aquecimento-das-aguas-reduz-populacao-de-peixes,70002760041

Aquecimento global: Reservas de peixe poderão cair drasticamente

https://cetesb.sp.gov.br/proclima/2018/03/08/aquecimento-global-reservas-de-peixe-poderao-cair-drasticamente/

Cientistas alertam que aquecimento global vai deixar peixes nanicos

https://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio/pecuaria/aquicultura/cientistas-alertam-que-aquecimento-global-vai-deixar-peixes-nanicos-4vbtgvoju5abtte11jx2i8m62/

Aquecimento global e a migração de peixes

https://marsemfim.com.br/aquecimento-global-provoca-migracao-de-peixes-novo-mar/

“Esqueceram-se dos 70.000 mortos da onda de calor de 2003”

https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/26/internacional/1553626291_625535.html?id_externo_promo=enviar_email

Veja também

ALÉM DA PONTA DO ICEBERG

Iceberg 300 mil vezes maior que o do Titanic dá ‘piruetas’ a 45 km da ...

FOGO E GELO

Onda de calor quebra camada de gelo marinho mais ‘antiga e espessa’ do Ártico. Para ...