MAR VALE MAIS QUE A  REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Responsável por concentrar metade da população brasileira, o litoral representa uma das principais fontes de riquezas do país. “Hoje discutimos uma reforma da Previdência que economizaria R$ 1 trilhão em dez anos. No mar, temos R$ 2 trilhões por ano”, afirma o representante da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e comandante da Marinha, Rodrigo de Campos Carvalho.

Para o representante da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e comandante da Marinha, Rodrigo de Campos Carvalho, “o mar brasileiro é pujante. Hoje discutimos uma reforma da Previdência que economizaria R$ 1 trilhão em dez anos. No mar, temos R$ 2 trilhões por ano” / Foto: Agência Brasil.
Como preservar o mar brasileiro se estamos andando de costas para ele e nos lixando se ele está virando lixo? / Foto: Motivação e Foco
Para milhões e milhões de conterrâneos, inclusive os de alta cultura, o Brasil só vai até a praia. Daí em diante é plataforma de petróleo e mar de ninguém / Foto: O Globo

Responsável por concentrar metade da população brasileira, o litoral representa uma das principais fontes de riquezas do país. O mar rende R$ 2 trilhões por ano, o equivalente a 19% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos) nacional.

A estimativa foi apresentada pelo representante da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e comandante da Marinha, Rodrigo de Campos Carvalho. Um dos participantes da 1ª Conferência Ministerial Regional das Américas sobre Economia Verde, ele defendeu a importância da preservação dos recursos marinhos para assegurar o desenvolvimento sustentável.

Segundo Carvalho, a estimativa da economia marítima, chamada por ele de “economia azul”, considera a produção de petróleo e de gás, a defesa, os 235 portos do país, o transporte marítimo, a indústria naval, a extração de minérios além do petróleo, o turismo, a pesca, as festas populares ligadas ao mar e a culinária marinha. “O mar brasileiro é pujante. Hoje discutimos uma reforma da Previdência que economizaria R$ 1 trilhão em dez anos. No mar, temos R$ 2 trilhões por ano”, destacou.

Segundo o comandante, o principal desafio do governo, no momento, consiste em estender área marítima do país de 4,2 milhões para 5,7 milhões de quilômetros quadrados. Ele ressaltou que o Brasil entregou às Nações Unidas, no fim do ano passado, a última parte dos estudos que mostram que a elevação de Rio Grande, próxima à costa da Região Sul, integra a plataforma continental brasileira. “Com isso, a área marítima brasileira será maior que a Amazônia. Temos uma Amazônia Azul e precisamos preservá-la”, disse.

Caranguejos – Como preservar a Amazônia Azul? Poucos a conhecem. Até o século XVIII, o Brasil foi para Portugal uma colônia para extrativismo, e por isso não se aventuraram terra adentro, se limitaram a extrair as riquezas do litoral. Daí nasce  a frase famosa de Frei Vicente do Salvador, autor de  História do Brasil (1500-1627), comparando os portugueses a caranguejos:  “Da largura que a terra do Brasil tem para o sertão não trato, porque até agora não houve quem a andasse, por negligencia dos portugueses, que, sendo grandes conquistadores de terras, não se aproveitaram delas, mas contentam-se de as andar arranhando ao longo do mar como caranguejos.”

O fato é que a pesca, uma das atividades econômicas mais antigas do Brasil, remonta à época colonial e desde aquele tempo o Estado já exercia uma “administração pesqueira” através de leis, decretos e regulamentos.

Um dado interessante: para alguns pesquisadores, “a atividade pesqueira no Brasil sempre esteve ligada à indústria, pois começou no Território Nacional com a pesca da baleia, cujo principal produto é o óleo, que é industrializado”.

As baleias não entram mais na Baía de Guanabara (poluída, armada e drogada), e quando são vistas no litoral viram notícias na TV. Os caranguejos andam ameaçados pela extinção dos mangues. E a pesca industrial, também ameaçada de extinção, tem que entrar na Justiça para tentar sobreviver com um mínimo de dignidade.

 Economia marítima rende R$ 2 trilhões para o Brasil por ano

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-06/economia-maritima-rende-r-2-trilhoes-para-o-brasil-por-ano

O samba do mar territorial brasileiro de 200 milhas

https://www.naval.com.br/blog/2019/06/18/o-samba-do-mar-territorial-brasileiro-de-200-milhas/

A parábola dos caranguejos

https://motivacaoefoco.com.br/parabola-dos-caranguejos/

Veja também

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

PEIXE COMPUTADORIZADO

Cientistas da Embrapa Pesca e Aquicultura (TO) estão empregando equipamentos de medicina, como endoscópios e ...

NOVO RGP & PLANO SAFRA

Novo Registro Geral de Pesca vai atender demanda reprimida desde 2015. Secretaria de Aquicultura e ...