MARAVILHOSA CIDADE DA PESCA

Niterói se aproxima de ter 100% de esgoto tratado. Com o mar mais limpo, Niterói vive a onda dos esportes aquáticos. Só falta um entreposto de pesca para a cidade se transformar na Maravilhosa Cidade da Pesca.

A secretária de Fazenda, Giovanna Victer, aposta na revitalização do setor naval da cidade. Há uma unanimidade no segmento, no entanto, que para isto acontecer, é necessário promover a dragagem do Canal de São Lourenço. Segundo Victer, isto irá acontecer / Foto: Divulgação/Luciana Carneiro/Prefeitura de Niterói
Importante porta de entrada, o Canal de São Lourenço aguarda pela dragagem que irá permitir uma maior movimentação de produtos e empregos para a região. O objetivo, segundo a prefeitura, é construir em Niterói um Entreposto de Pesca aos moldes de grandes mercados como os existentes em Nova Iorque, nos Estados Unidos; Paris, na França; em Portugal ou Japão, que atraem milhares de turistas e compradores anualmente / Foto: Douglas Macedo
Estação de tratamento da Águas de Niterói no bairro de Itaipu Foto: Marcelo Theobald / Extra
Praticantes da canoa havaiana em Charitas: menos poluição Foto: Marcelo Theobald / Agência O GLOBO

Município fluminense com o melhor desempenho no ranking de saneamento do Instituto Trata Brasil de 2019 — 10ª posição —, Niterói deverá chegar em agosto do ano que vem com 100% de seu esgoto tratados. A previsão é da prefeitura e da concessionária Águas de Niterói, primeira empresa privada a assumir a gestão de saneamento na Região Metropolitana.

Niterói é o exemplo de que a parceria com a iniciativa privada permitiu ganhos de eficiência tanto na coleta de esgotos quanto na distribuição de água. Sou favorável ao modelo. A iniciativa privada tem mais agilidade para fazer investimentos. Mas desde que a captação e o tratamento da água continuem públicos — disse o prefeito, Rodrigo Neves.

A ampliação do tratamento de esgoto de Niterói acabou estimulando a prática de esportes náuticos nas praias da cidade. A orla de São Francisco e de Icaraí, por exemplo, chega a ter águas consideradas próprias para o banho em 60% dos dias. Há 20 anos, este percentual variava de 10% a 15%, segundo o secretário de Planejamento, Orçamento e Modernização de Niterói, Axel Grael.   .

Uma das modalidades que ganharam força diante de águas mais limpas foi a canoa havaiana. Geralmente, o esporte é praticado com embarcações para até seis pessoas. Hoje, a cidade conta com 14 clubes dedicados ao esporte, sendo que, dos três mil atletas registrados pela Federação do Rio de Janeiro, a metade mora em Niterói.

Entreposto A secretária de Fazenda, Giovanna Victer, aposta  na revitalização do setor naval da cidade. Há uma unanimidade no segmento, no entanto, que para isto acontecer, é necessário promover a dragagem do Canal de São Lourenço. Segundo Victer, isto irá acontecer e, para isto, a prefeitura arcou com os custos do Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima), orçado em R$ 772 mil, e já trabalha para mobilizar recursos do setor privado, dos governos estadual e federal, além de emendas parlamentares da bancada de deputados federais do Rio e do município para que, nesta frente de investimentos mista, sejam arrecadados os R$ 200 milhões necessários para a intervenção no canal.

A importância da dragagem para o segmento diz respeito ao aumento da profundidade do Canal de São Lourenço, que permitirá o acesso de embarcações de maior porte, que operam no pré-sal, aos estaleiros niteroienses. Setor que Victer possui como alvo prioritário, inclusive na iniciativa do Niterói Negócios.

A dragagem do Canal de São Lourenço também abrirá espaço para a construção de um novo entreposto de pesca. O empreendimento promete colocar a cidade como a primeira no ranking do País em captura, exportação e distribuição em grande escala de pescado industrial e será feito através de Parceria Público Privada (PPP).

O objetivo, segundo a prefeitura, é construir em Niterói um Entreposto de Pesca aos moldes de grandes mercados como os existentes em Nova Iorque, nos Estados Unidos; Paris, na França; em Portugal ou Japão, que atraem milhares de turistas e compradores anualmente. A ideia é, além de aproveitar a vocação do município para pesca industrial, utilizar o espaço para incentivo ao turismo com a criação de um grande polo gastronômico, já que a reboque do empreendimento, toda a área ao redor também poderá ser revitalizada.

Niterói se aproxima de ter 100% de esgoto tratado

https://extra.globo.com/noticias/rio/niteroi-se-aproxima-de-ter-100-de-esgoto-tratado-23868362.html

Com o mar mais limpo, Niterói vive a onda dos esportes aquáticos

https://oglobo.globo.com/rio/com-mar-mais-limpo-niteroi-vive-onda-dos-esportes-aquaticos-23868587

Na contramão da crise, Niterói estimula a geração de emprego

http://www.ofluminense.com.br/pt-br/cidades/na-contram%C3%A3o-da-crise-niter%C3%B3i-estimula-gera%C3%A7%C3%A3o-de-emprego

Em 2018: Projeto de terminal pesqueiro em Niterói ganha boxes e restaurante

https://oglobo.globo.com/rio/bairros/projeto-de-terminal-pesqueiro-em-niteroi-ganha-boxes-restaurante-22494772

Em 2015: Terminal Pesqueiro Público é inaugurado em Niterói (RJ)

https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/rj-no-ar/videos/terminal-pesqueiro-publico-e-inaugurado-em-niteroi-rj-17102015

Veja também

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

A BALSA DO SEXO

A ‘balsa do sexo’, um dos experimentos mais estranhos de todos os tempos. Em 1973, ...

PESCA SUSTENTÁVEL NA AMÉRICA LATINA E NO MUNDO

O quarto encontro da Aliança Latino-Americana de Pesca Sustentável e Segurança Alimentar, realizado em Mar ...