PESCADO NÃO-CONVENCIONAL

GPA lança Programa de Consumo de Pescado não-convencionais. Programa contempla espécies como: Pargo-Rosa, Sororoca, Carapau, Saramonete, Olhete, Catuá, Olho de Boi,Olho de Cão, Cavala e Xaréu.

O pargo está entre os gigantes das águas. Esse pescado – comum na costa africana na região dos Açores – pode medir até 1 metro de comprimento. Das famílias Sparidae, Lutjanidae e Haemulidae, a espécie tem o formato do corpo arredondado e verticalmente achatado, além de dentes caninos. Também pode ser conhecido como pargo-rosa ou pargo-vermelho pela sua cor característica. O seu preparo é eclético: frito, cozido, assado ou cru / Crédito: Blog da Ceagesp
A sororoca habita regiões costeiras, junto a ilhas, praias abertas e costões. Anda em cardumes. É um peixe ativo e voraz, alimentando-se principalmente de sardinhas, peixes agulha, manjubas, lulas, crustáceos, etc. / Crédito: Blog do Pão – Pesca na Praia
Peixes não convencionais – PENACOS – foi o tema de duas atividades realizadas pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, por meio do Instituto de Pesca, órgão de pesquisa científica e tecnológica da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, dentro de sua programação na “Semana do Pescado 2019” / Foto: Rúbia Tomita

Tartar de Olho de Boi com creme de anchova, Sororoca ao creme de pastinaca e Olhete com beurre blanc de laranja e cenoura foram as opções de pescado presentes no menu do jantar que o Grupo Pão de Açúcar ofereceu na noite de 17 de setembro,  em São Paulo. Os pratos com peixes fora do habitual dos brasileiros tinham o objetivo de supreender os paladares de jornalistas e influenciadores digitais. A ação marcou o lançamento do Programa de Consumo de Pescado não-convencionais da rede.

Com foco na diversificação do consumo e de espécies em sobrepesca, de forma a colaborar para o equilíbrio dos recursos pesqueiros, o Programa faz parte da estratégia do Pão de Açúcar para incentivar o consumo de peixes marinhos menos conhecidos no País. A campanha teve início há um ano, quando a rede passou a disponibilizar em algumas de suas lojas as espécies Pargo-Rosa, Sororoca, Carapau, Saramonete, Olhete, Catuá, Olho de Boi, Olho de Cão, Cavala e Xaréu. 

O gerente comercial, Rafael Guinutzman, explicou que apesar dos peixes já estarem nas lojas, um trabalho mais forte de divulgação começou recentemente. “Agora temos insistindo mais nesta comunicação para divulgar ao consumidor, que ele conheça melhor as espécies e que existe uma variedade de pescado, mas que hoje em uma peixaria do Pão de Açúcar ele encontra outros sabores”.

Guinutzman destaca que a comercialização dessas espécies começa a apresentar resultados, embora ainda esteja muito longe do que o grupo estima chegar. Segundo ele, os clientes já estão procurando os peixes não-convencionais e a demanda está aumentando aos poucos. “A expectativa é de que eles cresçam, sabemos da relevância dos congelados e de espécies como salmão e tilápia, entre outras, mas que não fique só nisso ao oferecer outras opções para o consumidor”, frisou.

Na rede, a Semana do Pescado, que aconteceu entre os dias 1º e 15º de setembro, foi direcionada para o consumo destas espécies. O gerente comercial revela que a data foi importante para o grupo, onde utilizou-se de toda a comunicação com o consumidor para um trabalho mais relevante no sentido de ensinar o preparo dos peixes, contar um pouco mais de suas histórias e mostrar suas variedades.

 O responsável pelos pratos da noite foi o chef do litoral santista, Andre Ahn, que é conhecido pelo envolvimento em diversos projetos de estudo de pescado. “É a primeira vez que um grupo grande compra essa briga”, falou Anh. Segundo ele, ação do grupo é óbvia, no sentido de que o melhor peixe é o que apresenta mais frescor. “Sempre fui um chef que brigou por isso”, cravou.

Leia na íntegra:

GPA lança Programa de Consumo de Pescado não-convencionais.

http://www.seafoodbrasil.com.br/gpa-lanca-programa-de-consumo-de-pescado-nao-convencionais-

Leia também:

Roda de Conversa e Oficina Gastronômica da Secretaria de Agricultura e Abastecimento estimula o consumo de peixes não convencionais

https://www.pesca.sp.gov.br/instituto/centro-de-comunicacao/sala-de-imprensa/1194-roda-de-conversa-e-oficina-gastronomica-da-secretaria-de-agricultura-e-abastecimento-estimula-o-consumo-de-peixes-nao-convencionais

Leia ainda:

Secretaria de Agricultura realiza debate e aula-show sobre Peixes Não Convencionais na Semana do Pescado

https://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/secretaria-de-agricultura-realiza-debate-e-aula-show-sobre-peixes-nao-convencionais-na-semana-do-pescado-187647