OS OCEANOS E O ABISMO

Aquecimento e subida do nível do mar podem agravar inundações, diz ONU. Segundo relatório do IPCC, grandes investimentos e cortes drásticos das emissões são necessários para evitar desastres anunciados. Antigamente, lá no tempo das grandes navegações, muitos acreditavam que a Terra era plana e que, se seguissem viajando pelo mar afora, cairiam em um abismo infinito. Pois é. Estamos cavando um abismo, como já disse o poeta Cartola.

Caindo no abismo do fim do mundo / Imagem: Jürgen Geier, “At Land’s End” – Crédito: Touch of Modern
Os mais de 100 cientistas envolvidos no estudo da ONU constataram que o rápido aquecimento dos oceanos, das regiões polares e geleiras está exterminando cada vez mais a vida marinha e acelerando as mudanças climáticas. – Maré alta em Palm Beach, na Flórida. / Crédito: Lannis Waters / Palm Beach Post
Mesmo no melhor cenário de uma redução significativa das emissões de gases do efeito estufa, várias cidades costeiras e pequenos Estados sofrerão inundações extremas por volta de 2050, repetindo-se todos os anos. Até agora, isso só ocorria a cada 100 anos. – Área residencial em Jakarta, capital da Indonésia, é protegida por muro de contenção / Crédito: DW
Quando as geleiras derretem, a água doce flui inicialmente para os oceanos, inundando as cidades costeiras e ilhas de baixa altitude. Quando o gelo se esgota, os rios secam, podendo causar estiagem. – Embarcação navega entre pedaços de degelo no mar do Ártico — Foto: Christian Aslund/Greenpeace/Divulgação
O avanço do mar é um fenômeno registrado no litoral dos 17 Estados brasileiros banhados pelo oceano Atlântico. Levantamentos recentes apontam que, além de avançar em uma velocidade acima do normal em alguns locais, o mar também está recuando em parte significativa do litoral, o que vem mudando o mapa litorâneo. Especialistas preveem alterações ainda mais significativas nos próximos anos. – Homem corre ao fugir das ondas provocadas pela ressaca na Praia do Forte, em Cabo Frio, RJ / Crédito: UOL / G1 Globo
Os oceanos, que absorveram a maior parte do calor excessivo do aquecimento global, reagem apenas lentamente às alterações climáticas. Isso também significa que as emissões do passado continuarão aquecendo os oceanos, mesmo que deixemos hoje de queimar combustíveis fósseis e de derrubar florestas. – Imagem aérea de povoado da região de Kivalina, no Alasca, ameaçado pelo aumento do nível do mar / Crédito: JOE RAEDLE (AFP)
A perda de populações de peixes, devido à acidificação dos oceanos, poderá ameaçar a dieta de centenas de milhares de seres humanos, muitos das quais já lutam para se alimentarem. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), os peixes representam 17% da proteína animal consumida. Além disso, algumas comunidades indígenas nas montanhas verão secar suas fontes de água. – Pesca no Golfo da Guiné / Crédito: Natalija Gormalova/Agence France-Presse — Getty Images
“Vivemos em uma época convencida de que o dinheiro compra o futuro, a tecnologia e a salvação da raça humana. O atual episódio da mudança climática está provando que ambas as suposições estão erradas. O único poder na Terra capaz de salvar a raça humana é humano, o meio de fazê-lo é o aprendizado de que somos um com a natureza, não superiores ou separados”, escreve Lewis H. Lapham – Imagem: The Return (detail), by Jules-Adolphe Goupil, 1879. © RMN-Grand Palais / Art Resource, NY.
Antigamente, lá no tempo das grandes navegações, muitos acreditavam que a Terra era plana e que, se seguissem viajando pelo mar afora, cairiam em um abismo infinito. Hoje tem gente que continua acreditando que a Terra é plana. Tanto faz: de um jeito ou de outro estamos ameaçados de cair num abismo. No abismo que cavamos com nossos pés, como já disse o poeta Cartola. – Moinhos da Holanda: Com boa parte de seu território abaixo do nível do mar, os holandeses já se empenham para defender-se da elevação dos oceanos / Crédito: Let’s Fly Away

Os oceanos estão se aquecendo, e os níveis do mar sobem cada vez mais rápido, gerando consequências desastrosas para os seres humanos e o planeta, adverte um relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), das Nações Unidas, divulgado no dia 29 de setembro.

Os mais de 100 cientistas envolvidos no estudo constataram que o rápido aquecimento dos oceanos, das regiões polares e geleiras está exterminando cada vez mais a vida marinha e acelerando as mudanças climáticas.

Mesmo no melhor cenário de uma redução significativa das emissões de gases do efeito estufa, várias cidades costeiras e pequenos Estados sofrerão inundações extremas por volta de 2050, repetindo-se todos os anos. Até agora, isso só ocorria a cada 100 anos.

“Embora os oceanos e a criosfera [componentes congelados do sistema terrestre] pareçam estar longe da maioria, eles estão ligados a cada um de nós”, afirma Lijing Cheng, oceanógrafa da Academia Chinesa de Ciências e uma das principais autoras do estudo. “A conclusão central é que os dois grandes sistemas estão mudando, e muito rapidamente, já tendo sérios impactos sobre os seres humanos.”

Degelo e aumento do nível do mar – Aproximadamente uma em cada dez pessoas vive numa região a menos de dez metros acima do nível do mar, e muitas já são afetadas por tempestades e inundações mais graves do que as vivenciadas por seus pais e avós.

Alguns autores do relatório advertiram em entrevistas que os efeitos do aquecimento também se projetarão terra adentro, reduzindo as reservas de alimentos e forçando as populações costeiras deixarem suas casas.

De acordo com o estudo, a subida do nível do mar gera tempestades mais fortes e a uma salinização crescente, por exemplo, do delta do rio Mekong, no sudeste asiático. Isso pode resultar em perdas de colheitas e aumento dos preços de alimentos em países sem acesso ao mar de outros continentes.

Ao mesmo tempo, o degelo do permafrost no Ártico e na Sibéria está bombeando cada vez mais o metano e dióxido de carbono para a atmosfera, acelerando ainda mais o aquecimento global e gerando um perigoso círculo vicioso. E projeta-se que um terço do gelo cordilheira do Hindu Kush, no Himalaia – cujos rios alimentam hoje quase 2 bilhões de pessoas –, terá desaparecido quando as crianças de hoje forem idosos.

Quando as geleiras derretem, a água doce flui inicialmente para os oceanos, inundando as cidades costeiras e ilhas de baixa altitude. Quando o gelo se esgota, os rios secam, podendo causar estiagem.

“A água é o elemento de conexão”, explica Zita Sebesvari, da Universidade das Nações Unidas, uma das principais autoras do relatório, especializada no significado da subida do nível do mar para as costas e ilhas. “O que acontece agora é a realocação de água em grande escala, da parte congelada do planeta para o oceano. E isso causa problemas em ambas as extremidades.”

Os oceanos, que absorveram a maior parte do calor excessivo do aquecimento global, reagem apenas lentamente às alterações climáticas. Isso também significa que as emissões do passado continuarão aquecendo os oceanos, mesmo que deixemos hoje de queimar combustíveis fósseis e de derrubar florestas.

 “Como não podemos voltar com o clima ao seu estado original, temos que nos adaptar”, explica Hans-Otto Pörtner, climatólogo do Centro Helmholtz de Pesquisa Polar e Marinha, na Alemanha, e copresidente do grupo de trabalho que produziu o relatório. “Não há tempo para esperar.”

 

Leia mais:

Aquecimento e subida do nível do mar podem agravar inundações, diz ONU

https://www.dw.com/pt-br/aquecimento-e-subida-do-n%C3%ADvel-do-mar-podem-agravar-inunda%C3%A7%C3%B5es-diz-onu/a-50566697

 

Aquecimento global vai elevar o nível do mar em até 1 metro em 8 décadas, aponta relatório do IPCC

https://g1.globo.com/natureza/noticia/2019/09/25/nivel-do-mar-deve-subir-ate-1-metro-em-8-decadas-por-causa-do-aquecimento-global-aponta-relatorio-do-ipcc.ghtml

Avanço do mar muda litoral brasileiro; veja situação em cada Estado

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/listas/avanco-do-mar-muda-litoral-brasileiro.jhtm

The oceans are taking a beating under climate change, U.N. report warns

https://www.latimes.com/environment/story/2019-09-24/oceans-harmed-by-climate-change-ipcc-report

Scientists: humans are rapidly turning oceans into warm, acidifying basins hostile to life

 https://www.vox.com/energy-and-environment/2019/9/25/20881595/ipcc-report-ocean-cryosphere-2019


Un futuro con menos hielo hará la Tierra más peligrosa

 https://www.lavanguardia.com/natural/cambio-climatico/20190925/47627267908/ipcc.html


Climat : le rapport de l’ONU sur les océans et les zones glacées adopté

https://www.lemonde.fr/planete/article/2019/09/24/climat-le-rapport-de-l-onu-sur-les-oceans-et-les-zones-glacees-adopte_6012844_3244.html


Scioglimento dei ghiacciai, oceani sempre più caldi e cicloni: l’allarme dell’Onu sul riscaldamento climatico

https://www.corriere.it/esteri/19_settembre_25/oceani-bollenti-cicloni-l-allarme-onu-acque-7afdd07c-df6f-11e9-aa5f-fbca0c81b7c9.shtml

 

Paying the Piper by Lewis H. Lapham

https://www.laphamsquarterly.org/climate/paying-piper

O MUNDO É UM MOINHO – CARTOLA