NAUFRAGADA E SAQUEADA

Uma escuna foi encontrada encalhada e semidestruída na Praia da Reserva, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. A tripulação tinha sido salva por pescadores   quando o barco – proveniente de Porto Seguro, na Bahia – começou a fazer água. A escuna, com a inscrição ‘Harca‘, acabou afundando.  Naufragou e foi saqueada. Um destino triste para qualquer barco nesse mundo. Para quem ama barcos, as imagens são sinistras.

Embarcação de Porto Seguro, Bahia, encontrada encalhada na Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo
Pedaços de embarcação encalhada na Praia da Reserva, na Zona Oeste, são furtados — Foto: Reprodução/TV Globo
Homem carrega tanque de combustível da embarcação, que foi abandonado depois de os donos do barco perceberem a ação — Foto: Reprodução/TV Globo
Encalhada e semidestruída n / Imagem: G1
Escuna afundou próximo à Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Só sobrou parte do costado da escuna naufragada e saqueada / Imagem: Globoplay
Harca viva / Imagem: Webnode

Partes da escuna Harca, que afundou na Praia da Macumba na tarde da última quarta-feira (2/10,) foram retiradas por pessoas que passavam pela Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio, onde o barco foi encontrado na manhã de segunda (7/10).

A escuna Harca saiu da Costa Verde em direção a Niterói e depois partiria para Salvador. No percurso, na altura da Praia da Macumba, uma das madeiras laterais se soltou, fazendo com que a água entrasse na embarcação.

Os quatro tripulantes emitiram um pedido de socorro, que foi atendido por um barco de pescadores que estava próximo ao local.
Os donos da escuna contaram que a embarcação é usada para eventos e passeios turísticos e que, desde quarta, tentavam resgatar o barco. Eles chegaram a contratar uma traineira, mas o trabalho foi impedido pela Marinha.

“O barco estava vindo em direção à areia, [mas] no meio do caminho que estava sendo rebocado, a Marinha chegou e exigiu que cortasse a corda que estava puxando o barco”, afirmou um dos proprietários da escuna.

A Marinha informou que o reboque foi impedido porque não havia comprovantes da propriedade da embarcação.

“É importante frisar que o dono da ‘HARCA’ não havia, até aquele momento, entrado em contato com a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro nem apresentou plano de salvamento do casco e de reboque, de acordo com o previsto na NORMAM-16, que fornece as medidas necessárias para evitar manobras sem técnicas que possam causar sérios ferimentos às pessoas envolvidas, afetar a segurança da navegação e aumentar o risco de poluição”, diz trecho da nota da Marinha.

A corporação disse, ainda, que “mobilizou os demais órgãos públicos para realizar isolamento da área e remoção dos destroços que se encontram na areia”.

Embarcação é encontrada encalhada na Praia da Reserva, Zona Oeste do Rio
https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/10/07/embarcacao-e-encontrada-encalhada-na-praia-da-reserva-zona-oeste-do-rio.ghtml

Partes de embarcação encalhada são saqueadas na Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio
https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/10/07/partes-de-embarcacao-encalhada-sao-saqueadas-na-praia-da-reserva-na-zona-oeste-do-rio.ghtml

Escuna encalhada na praia do Recreio é saqueada https://globoplay.globo.com/v/7981090/

Só sobrou parte do costado da escuna que naufragou na Barra da Tijuca
https://globoplay.globo.com/v/7984010/

HARCA ESCUNA
https://harcaescuna.webnode.com/

Veja também

UMA PRAIA, UMA GAROTA, UM TUBARÃO

A praia é deslumbrante: uma baía pequena e isolada, com ondas de um azul-turquesa cristalino ...

FÁBIO HAZIN E O MONITORAMENTO DE TUBARÕES

“Já aconteceu de marcarmos tubarões em Fernando de Noronha e sua marca ser recuperada na ...

CAMARÕES DO DESERTO, CAVIAR CAIPIRA E OUTRAS DELÍCIAS IMPENSAMENTÁVEIS

Rico em nutrientes, de baixo custo, ecológico e “delicioso”. Estas são algumas características que fazem ...